Top Menu
consignado

Depois de todas as comemorações do fim de um ano chegam as despesas do início do outro. E é nessa hora que surgem os questionamentos: qual a melhor forma de pagar isso? Essa dúvida é muito comum principalmente quando o assunto é IPTU ou IPVA que despesas com opção de pagamento à vista ou parcelado. Você já sabe como vai qual a melhor opção para você resolver esse “problema” em 2019? Escrevemos esse artigo pensando em te ajudar a tomar uma boa decisão e evitar arrependimentos. Então se você ainda tem suas dúvidas sobre como realizar o pagamento, continue lendo:

Pagamento à vista: o melhor dos mundos

Quando você tem dinheiro disponível para fazer o pagamento à vista, não resta dúvidas que essa seja a melhor opção. Isso porque o governo costuma oferecer bons descontos para o pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Se  você tiver aplicações financeiras de alta liquidez como poupança, CDB-DI, fundos DI ou renda fixa a retirada para o pagamento à vista também é uma boa opção. Isso porque dificilmente a aplicação financeira irá proporcionar um retorno maior do que o desconto oferecido pelo pagamento à vista.

Aqui no estado do Rio quem paga o IPVA em cota única no mês de janeiro tem 10% de desconto enquanto em São Paulo o valor é de apenas 3%. E ainda assim, mesmo com um percentual de desconto baixo, a retirada das aplicações compensa. Sabe por que? A caderneta de poupança rende míseros 0,5% do investimento e fundos DI ou renda fixa dificilmente chegam a 1%,. Não precisa nem saber fazer conta para perceber as vantagens, não é mesmo?

Parcelamento: emergência

Se você não tem o dinheiro disponível e a única opção for o parcelamento, não tem para onde correr. Porém, é preciso entender as regras e riscos dessa opção de pagamento. Isso porque além de perder o desconto, ainda pode haver o acréscimo de juros caso haja atraso na parcela.

Além disso, ainda existe a possibilidade da quebra do parcelamento em caso de atraso obrigando o devedor a quitar a dívida à vista ou estará automaticamente em situação irregular, como acontece com o IPVA aqui no Rio, por exemplo. Já pensou, perder o desconto do pagamento à vista e ainda ter que se virar nos trinta para pagar quase  à vista e sem desconto? Corre disso!

Crédito consignado: melhor do que parcelar sem desconto

Apesar das taxa de juros oscilarem bastante, essa é uma opção interessante. Isso porque o fato do pagamento ser descontado direto em folho facilita a aprovação de crédito. Além disso, essa segurança pode contribuir para que os juros oferecidos pelo banco ou financeira sejam mais baixos.

Sendo assim, se você não tiver o dinheiro para o pagamento à vista e conseguir uma opção com juros baixos em poucas parcelas, o crédito consignado passa é a sua melhor escolha. Faça as contas, procure um profissional e avalie essa possibilidade!

Tem dúvidas sobre crédito consignado? Leia também:

3 motivos para o crédito consignado ter taxas de juros menores

Conheça as 5 vantagens do crédito consignado com juros pré-fixados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voce pode usar estes comandos (tags e atributos) HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close